Bandagem elástica (kinesio tape)

Bandagem elástica na reabilitaçãoNeste artigo, discutiremos e tentaremos elucidar algumas dúvidas sobre uma técnica terapêutica que esteve em evidência durante a última Olimpíada em Londres, a Bandagem Elástica, que são aquelas fitas coloridas que os atletas utilizam coladas ao corpo durante a prática de atividade física.

Muitas pessoas nos perguntam: O que é isso? Para que serve? Então vamos lá…

A técnica foi desenvolvida no Japão pelo Dr. Kenzo Kase, conhecida como “Kinesio Taping”, e consiste na aplicação de uma bandagem elástica, constituída basicamente de algodão e fios de elastano, sobre a pele do paciente. De forma bem simples, a principal função da técnica é, indiretamente, melhorar ou inibir a ativação de músculos que estão envolvidos na queixa do paciente. No entanto, existem outros benefícios que a técnica oferece, como: a drenagem de edemas (inchaços), auxílio na restrição de movimento, melhora de aderências de cicatriz e pele.

Outra pergunta muito constante é se existe diferença entre as cores das fitas. Para os orientais a cor tem influência no tratamento (Cromoterapia) e quando o Dr. Kenzo criou a técnica ele associou essa terapia. Portanto, para os que acreditam nos conceitos orientais, a cor tem influência sim, mas no ocidente a crença nisto parece ser um pouco menor.

Ainda existe muito a ser cientificamente comprovado sobre a eficácia desta técnica, no entanto, clinicamente é visível a melhora do quadro do paciente.

O mais importante para a aplicação desta técnica é uma avaliação criteriosa realizada por um profissional capacitado, pois a técnica tem diferentes indicações de acordo com a queixa de dor, o local da lesão e a intenção da aplicação. Além disso, é importante que os pacientes compreendam que esta técnica auxilia no tratamento de uma lesão e isto não significa que a sua aplicação isolada pode curar uma lesão. É importante que o paciente realize o tratamento adequado associando a técnica como um potencial para cura.

Portanto, os benefícios existem, mas deve ser aplicada por um profissional habilitado que saiba avaliar a necessidade do paciente. O uso indiscriminado da bandagem está errado, e como toda técnica na reabilitação, seu uso tem começo e fim, de acordo com a necessidade!

André Yoshimatsu – ayoshimatsu@institutokellystefani.com.br

Renan Higashi – rhigashi@institutokellystefani.com.br

Fisioterrapeutas Esportivos