Entendendo o sistema circulatório

O sangue flui através dos vasos sanguíneos que formam uma rede fechada dentro do organismo humano.

Existem dois sistemas principais: a circulação sistêmica e a pulmonar, também chamados de grande circulação e pequena circulação. Cabe lembrar que estes dois sistemas se comunicam e são interdependentes.

A circulação sistêmica se inicia no ventrículo esquerdo (VE) – que é a câmara cardíaca responsável por bombear o sangue oxigenado proveniente dos pulmões para todo os órgãos e tecidos do nosso corpo. Este sangue viaja através de vasos sanguíneos que possuem uma camada elástica e muscular bastante desenvolvidas chamadas artérias, que vão se ramificando à medida que atingem os órgãos e tecidos. Após a troca de oxigênio e metabólitos em nível celular, o sangue retorna ao coração através de vasos menos resistentes, porem mais distensíveis, chamadas de veias. Portanto, artérias são vasos que levam o sangue do coração para algum órgão/tecido e veias são vasos que trazem o sangue de volta para o coração.

Quando o sangue chega ao coração através das veias, ele desemboca no átrio direito.

Está fechado o circuito da circulação sistêmica (ou grande circulação). Resumindo: o sangue rico em oxigênio sai do coração através do VE e, após “oxigenar” diversos órgãos e tecidos, retorna ao coração pelo AD.

O sangue que retorna da circulação sistêmica é pobre em oxigênio e, portanto, precisa ser oxigenado novamente para ser bombeado. Para isso, o sangue passa do AD para o ventrículo direito (VD) que, por sua vez, o bombeará para o pulmão. Inicia-se, então a circulação pulmonar (ou pequena circulação). Assim que passa pelo pulmão, o sangue é novamente oxigenado e retorna para o coração através do átrio esquerdo (AE). Está fechado o circuito da circulação pulmonar.

Daqui em diante, o ciclo se repete: o sangue oxigenado passa do AE para o VE que o bombeia para todos os órgãos e tecidos do corpo.

Entendido?

E a tal da rede linfática?

Os vasos linfáticos estão distribuídos por todo o organismo e têm a função de transportar linfa.  Este sistema tem como funções: absorção de detritos e macromoléculas, equilíbrio líquido através da  absorção de líquido disperso nos tecidos, produção e transporte de linfócitos (células de defesa), transporte de gorduras absorvidas pelo intestino, entre outras. Toda linfa é drenada para duas veias calibrosas do tórax para se misturar com o sangue venoso. Daí segue para o coração,  de onde é bombeado.