SIM, A RESPOSTA É SIM!!!

 SAÍDAS, VIRADAS E OUTROS FUNDAMENTOS!
estilos-natac3a7c3a3o
Olá nadadores, tudo bem?
Hoje vou falar sobre assuntos que sempre surgem nas bordas de piscina, principalmente para os atletas de triathlon e maratonas aquáticas. A primeira dúvida que gostaria de esclarecer aqui é a seguinte: devo nadar outros nados, mesmo sabendo que só vou nadar crawl nas minhas provas de triathlon e maratona aquática?
A resposta é SIM! Se pensarmos apenas no princípio da especificidade, poderia afirmar que o ideal é nadar apenas crawl, porém, se pensarmos que quanto melhor for a vivência aquática, quanto mais íntimo dela o atleta for, melhor será o seu resultado, o ideal é sim nadar outros nados.
O aprendizado e a prática de outros nados, faz com que o atleta aplique forças diferentes na braçada e na pernada, melhore a coordenação motora e incremente a força na braçada, no caso do nado de borboleta, por exemplo. A soma destes fatores irão melhorar muito a sua técnica do nado crawl. Outro fator importante é que quando você se cansar quando estiver nadando no mar, uma forma eficiente de descansar é nadando peito, é sempre bom ter uma carta na manga.
Então, se você é triatleta ou nada águas abertas e só treina crawl, está na hora de rever os seus conceitos e tentar aprender outros nados e fazê-los de uma forma complementar, pois eles irão ajudar e muito no seu nado de crawl.
Outra pergunta que sempre escuto e esta, sempre em tom de piada: Professor no mar não tem borda, preciso fazer virada olímpica nos treinos? SIM! A técnica dos nados deve ser ensinada independentemente do objetivo, isso inclui o nado e todos os seus fundamentos (saídas e viradas). A virada do nado crawl  melhora a capacidade respiratória, além de melhorar a flexibilidade e a propriocepção. Muitas pessoas não executam a virada do nado crawl porque não aprenderam a respiração da maneira correta e na fase do giro na virada deixam entrar água no nariz . Por esta razão, muitas pessoas desistem de tentar aprender a virada do nado crawl, nestes casos o ideal é treinar cambalhotas de várias maneiras dentro da piscina e fazer exercícios de respiração para melhorar esta coordenação respiratória. Então, se você não tem labirintite, ou outro problema que o impeça de realizar a virada olímpica, peça ao seu professor que faça uma sequencia pedagógica para que você aprenda e tira todas as vantagens que este fundamento pode lhe trazer.
Pessoal, a prioridade é e sempre será o nado crawl (com saídas e viradas hein!), porém é interessante que os outros nados entrem na periodização de uma forma complementar, melhorando a técnica e o desempenho do nado Crawl.
Bons treinos e até a próxima!
Rodrigo Chiquie Ali
Personal Trainer – CREF – 040.915- G/SP