VOCÊ SABE A DIFERENÇA ENTRE A FISIOTERAPIA ORTOPÉDICA CONVENCIONAL E A FISIOTERAPIA ESPORTIVA?

O nosso serviço de fisioterapia do Instituto Kelly Stefani trabalha basicamente com fisioterapia ligada ao esporte, a Fisioterapia Esportiva ou Fisioterapia Desportiva.  Você saberia diferenciar esta da Fisioterapia convencional?

Apesar das lesões do esporte serem também lesões ortopédicas, há diferenças básicas entre reabilitar um paciente sedentário que se lesionou no trabalho por um esforço repetitivo, sofreu uma fratura em um acidente ocasional ou lesões causadas por envelhecimento, de um atleta amador ou profissional.

Essas diferenças são:

  1. Tempo de reabilitação: Geralmente o tempo de recuperação de um atleta é mais rápido do que de um paciente sedentário, primeiro pelo seu organismo responder mais rapidamente ao tratamento e segundo porque os protocolos de tratamento que utilizamos geralmente são mais acelerados que no tratamento convencional.
  2. Intensidade dos exercícios: Nos atletas a carga e intensidade dos exercícios de reabilitação é maior, pois eles já tem a musculatura trabalhada e mesmo que haja um desequilíbrio muscular ou fraqueza sempre conseguimos trabalhar com mais carga e maior intensidade do que um indivíduo sedentário. Há exceção nos casos em que o tratamento cirúrgico é necessário e a reabilitação se iniciará do “zero”.
  3. Análise e treino do gesto esportivo: O fisioterapeuta que trabalha com esporte deve sempre analisar e treinar o gesto esportivo do paciente. Se não foi uma lesão traumática (um acidente, entorse ou fratura durante a prática) deve, sempre que possível, trabalhar junto com o médico e educador físico, analisando a causa das dores, que podem ser um calçado inadequado, excesso de treino, desequilíbrio ou fraqueza muscular, etc. Aqui no Instituto Kelly Stefani realizamos essa análise com o fisioterapeuta especialista em biomecânica, que visa justamente avaliar determinados desequilíbrios musculares que podem estar causando as dores. O treino do gesto esportivo é de extrema importância antes do atleta retornar às suas atividades e treinos.  Por isso a importância do fisioterapeuta entender do esporte que seu paciente pratica e os músculos e articulações envolvidos em cada movimento. Além disso, quando trabalhamos o gesto que o atleta pratica e gosta, a fisioterapia se torna mais interessante e divertida.
  4. Trabalho preventivo: Dentro da fisioterapia esportiva, o trabalho preventivo é de extrema importância, principalmente para os atletas que tem uma rotina de treinamento intensa. Um exemplo de treinamento preventivo, são os exercícios proprioceptivos (veja artigo anterior sobre propriocepção), onde treinamos as articulações e músculos para movimentos bruscos, desequilíbrios e impacto, prevenindo entorses e lesões musculares. Dependendo do esporte, o fisioterapeuta atua dentro do local de treinamento e já há fisioterapeutas que atuam em academias com exercícios preventivos.
  5. Atuação em competições: Os fisioterapeutas esportivos também atuam em áreas de competições como quadras, campo de futebol, corridas de rua, etc., agindo imediatamente após a lesão do atleta, com uso de crioterapia (terapia com gelo), acupuntura, uso de bandagens e terapias manuais em caso de câimbras ou espasmos musculares.
  6. Trabalho em conjunto com o profissional de educação física: O trabalho em conjunto é essencial para que a reabilitação seja completa. Deve haver uma transição e comunicação com o profissional de educação física para que outras lesões sejam prevenidas e em alguns casos esse profissional pode dar continuidade ao nosso trabalho. Por exemplo, alguns exercícios que utilizamos na fisioterapia que usualmente não são realizados na academia, podem ser incluídos no treinamento deste atleta. Esse trabalho é primordial principalmente nos casos em que o atleta não para o treinamento enquanto realiza a reabilitação.

SE VOCÊ É ATLETA RECREACIONAL OU PROFISSIONAL E SENTE DORES CONSTANTES OU QUER PREVENI-LAS, PROCURE UM SERVIÇO ESPECIALIZADO EM MEDICINA E FISIOTERAPIA ESPORTIVA, PARA QUE SEU TRATAMENTO SEJA DIRECIONADO E VOCÊ RETORNE MAIS RAPIDAMENTE AO SEU ESPORTE.

Karina Palla

Fisioterapeuta Esportiva

kpalla@institutokellystefani.com.br